Tratamos com qualidade, cuidamos de si!

Venha conhecer as nossas instalações. Veja algumas fotos.

scroll

Osteomassagem é uma clinica que trabalha com um unico objectivo, tratar os nossos pacientes com o maximo de cuidado e determinação.

A equipa


Filipe Guimarães

D.O.Filipe Guimarães

Osteopata

Curriculum

Helena Costa

Helena Costa

Fisioterapeuta

Curriculum

Manuel Lourenço

Manuel Lourenço

Enfermeiro / Acupuntor

Curriculum

Regina Guimarães

Regina Guimarães

Recepcionista

Curriculum

scroll

Algumas imagens da clinica.

scroll

Descrição de algumas das técnicas aplicadas no tratamento dos pacientes.

O que é?

A Osteopatia é uma ciência terapêutica global, cujo principal objetivo é restaurar o bom funcionamento do todo orgânico. Teve a sua origem no final do século XIX quando o médico norte-americano Andrew Taylor Still identificou a inter-relação entre o sistema músculo-esquelético e o resto do corpo.

O corpo possui a capacidade de se reequilibrar. É função do osteopata ajudar neste processo através de procedimentos manuais. O tratamento osteopático permite ao paciente conseguir uma postura correta melhorando a sua capacidade funcional, recuperando a harmonia corporal promovendo-lhe bem-estar e saúde.

O trabalho do osteopata é também preventivo, evitando que disfunções assintomáticas se tornem dolorosas. É eficaz como complemento a práticas médicas e baseia-se numa abordagem holística encarando o corpo como um todo inserido no seu meio ambiente. A Osteopatia é uma ciência cada vez mais necessária a uma vida saudável.

osteopatia osteopatia osteopatia






Aplicação

A osteopatia tem vindo, ao longo dos anos, a mostrar o seu imenso valor. Desde que foi desenvolvida, esta especialidade tem vindo, naturalmente, a aprimorar-se e consegue, atualmente, dar resposta a uma infinidade de problemas osteo-musculares que, de outra forma, pareciam irresolúveis, reduzindo a qualidade de vida das pessoas afetadas.

osteopatia osteopatia

Não se pretende, nem nunca se pretendeu, que a osteopatia ou qualquer uma das outras especialidades das medicinas não convencionais adotassem um status de medicina milagrosa ou panaceia. Por uma razão simples... Milagres, a existir, é com a religião e panaceias...por muito que seja um desejo intrínseco do ser humano, panaceias não existem e, quanto a mim, dificilmente alguma vez existirão. É preciso estar no meio, trabalhar nele, lidar com doentes todos os dias, para que se consiga efetivamente perceber o quanto custa tratar um doente e aferir todos os fatores que estão direta e/ou indiretamente envolvidos no seu tratamento.

E entenda-se aqui tratamento como alívio do quadro clínico que, em primeira análise, levou o doente à consulta, e que, nessa mesma primeira análise está sempre relacionado com a ocorrência de dor. Motivação que, aliás, é comum à ida do doente à consulta do médico de família, por exemplo. Contudo, a verdade é que a maioria das pessoas, mercê do eterno problema das posturas adoptadas no dia-a-dia, está já em desequilíbrio osteo-muscular.


Considerações

Naturalmente como não existe dor não procuram o profissional de saúde. A osteopatia consegue dar resposta eficaz a todo um conjunto de problemas osteomusculares que ocorrem na sequência do desequilíbrio esquelético. Deve-se observar e perceber o corpo humano de acordo com uma outra perspectiva, que não unicamente a perspectiva do químico para tratar a dor. De facto o medicamento analgésico provoca analgesia, que é como quem diz...ausência de dor.

A validade da Osteopatia é tão concreta que é recomendada e incentivada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como prática de Saúde, e a nível internacional tem um papel importante em países como EUA, Inglaterra ou França onde é o primeiro recurso médico; Algumas seguradoras e grandes empresas já incluem a Osteopatia nos seus programas de cuidados médicos e assim veem um aumento da produtividade e desempenho dos seus funcionários.

Desde 1979 que a Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece a Acupuntura como uma técnica terapêutica eficaz em 43 doenças. Desde então, investigação desenvolvida em muitos Hospitais e Faculdades no Ocidente confirma ótimos resultados em mais de 100 doenças. Na China a Acupuntura é utilizada para tratar mais de 300 patologias com excelentes resultados.


Problemas tratados pela Acupuntura

Zumbidos | Rinite | Sinusite Asma | Bronquite | Resfriados e Gripes Obstipação | Soluços | Refluxo Gastro-Esofágico | Gastrite Paralisias faciais | Nevralgia do Trigémio | Nevralgia Intercostal | Sequelas pós Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC’s) | Lombalgia | Ciatalgia | Fibromialgia | Dor articular Cefaleias | Enxaquecas | Ansiedade | Depressão | Insónia | Incontinência Urinária | Infertilidade | Impotência sexual | Acne | Infecções de Repetição | Celulite | Emagrecimento E ainda muitos outros problemas e doenças…


O que é?

A Acupuntura é a inserção de agulhas muito finas no corpo, em pontos específicos reconhecidos como efectivos no tratamento de problemas de saúde específicos. Estes pontos foram descobertos e registados pelos Chineses ao longo de um período de vários milhares de anos (cerca de 5000 anos). Recentemente, estudos científicos confirmaram a sua existência e localização. A inserção das agulhas em grande parte dos pontos não causa dor.

Acupuntura

Como funciona

A Acupuntura Tradicional baseia-se nas antigas teorias Chinesas acerca do fluxo de Energia (Qi) através de meridianos ou canais específicos que cobrem o corpo de forma semelhante aos nervos, veias e artérias.

De acordo com a Medicina Chinesa, as doenças são desequilíbrios energéticos e a Acupuntura permite que a energia flua para áreas onde está Deficiente e para fora das áreas em que se encontra em Excesso. Desta forma, a Acupuntura é o principal meio para regular e restabelecer o equilíbrio energético harmonioso do corpo.


As consultas

1ª Consulta => Durante a 1ª consulta ser-lhe-ão colocadas questões detalhadas sobre a sua história clínica e as queixas que tem. Poderá ser-lhe pedido para mostrar a língua e para que lhe seja medida a pulsação, isto porque são dois dos métodos mais importantes no diagnóstico energético da Medicina Chinesa. Nesta consulta poderão, já ser inseridas algumas agulhas e normalmente é a consulta mais demorada. Para a primeira consulta não precisa de levar nada em particular, mas se tiver, pode levar exames do tipo: radiografias, electrocardiogramas, TAC, ressonâncias magnéticas, análises ao sangue ou urina... entre outros.

Consultas seguintes ==> Nas consultas seguintes o tratamento é efectuado de acordo com o diagnóstico (feito a partir das queixas e história clínica do doente). Normalmente as consultas tem a duração de cerca de 30 minutos e poderão ser usados outros métodos de tratamento complementares à Acupuntura:

          - Moxabustão:  Uso de cones ou charutos de Artemísia para aquecer e potenciar os pontos de Acupuntura.
          - Electro-Estimulação:  Uso de corrente eléctrica de muito baixa frequência e intensidade (indolor) directamente nas agulhas.
          - Fitoterapia Chinesa:  Método terapêutico que consiste na utilização de plantas e ervas medicinais Chinesas. Aumenta em muito a eficácia dos tratamentos de Acupuntura e são produtos totalmente naturais e compatíveis com os medicamentos comuns.
          - Auriculoterapia:  Tratamentos de Acupuntura na orelha com agulhas ou com pequenas esferas (indolor).

O que é?

A Mesoterapia Homeopática consiste na administração subcutânea de doses reduzidas de medicamentos homeopáticos (naturais) em pontos concretos, através de uma agulha pequena e muito fina, que vai estimular a capacidade de reação do organismo.

Estas microinjeções são feitas a pouca profundidade (3 a 8 mm) e em vários pontos determinados pela patologia em causa, de forma a actuar directamente nos tecidos afetados e a estimular a reação mesodérmica (e por vezes o metamero com ele relacionado).

Mesoterapia

Torna-se assim óbvia a sua utilidade em patologias onde a chegada ao local dos homeopáticos por via geral é mais difícil, como é o caso das lipodistrofias (celulites), e em processos inflamatórios com comprometimento circulatório regional, frequente nas patologias reumatismais e traumatológicas. São aliás estes campos: a reumatologia, a traumatologia e a dermatologia, na sua vertente estética (celulite, obesidade, estrias, etc), aqueles em que se obtêm melhores resultados com a mesoterapia homeopática.

A vantagem fundamental deste tipo de mesoterapia em relação à alopática (produtos químicos), é que com a mesoterapia homeopática podem-se realizar tratamentos por um período de tempo mais longo, caso seja necessário, sem que se produza nenhum tipo de reacção adversa.


Quantas Sessões?

Uma vez por semana é o ideal. Neste tipo de tratamento, numa fase inicial tem que haver uma constância, para se obter bons resultados. Contudo, o número de sessões depende da alteração/objectivo apresentado pelo utente.


Exemplos de casos em que a Mesoterapia Homeopática o pode ajudar:

Cicatrizes | Tendinites | Calcificações | Neuropatias (ex: Ciatalgia) | Dores articulares | Celulite | Obesidade | Estrias | Varizes | entre outros

Definição

A Fisioterapia é a ciência da saúde que estuda, previne e trata as lesões cinéticas funcionais decorrentes de traumas e doenças através de mecanismos terapêuticos próprios, sistematizados nos estudos da bioquímica, da biofísica, da cinética e dos fenómenos sinérgicos funcionais.

Fisioterapia

A Fisioterapia “centra-se na análise e avaliação do movimento e da postura, baseadas na estrutura e função do corpo; utilizando modalidades educativas e terapêuticas específicas, com base, essencialmente, no movimento, nas terapias manipulativas, e em meios físicos naturais, com a finalidade de promoção da saúde e prevenção da doença, da deficiência, da incapacidade e da inadaptação, e de tratar, habilitar ou reabilitar utentes/clientes com disfunções de natureza física, mental, de desenvolvimento ou outras, incluindo a dor, com o objetivo de os ajudar a atingir a máxima funcionalidade e qualidade de vida.”


Fisioterapia em Portugal

O objecto da Fisioterapia é o ser humano na totalidade e multiplicidade das suas componentes (biológica, psíquica, social e outras).

As finalidades da Fisioterapia englobam tanto a promoção da saúde, como a prevenção da doença e da incapacidade, o tratamento da doença, das lesões e das disfunções, e a habilitação e/ou reabilitação dos indivíduos.


Meios de intervenção da Fisioterapia

- Movimento, nas suas múltiplas formas (exemplo: exercícios terapêuticos, treino funcional de actividades da vida diária, métodos de reeducação da postura – Reeducação Postural Global (R.P.G.) – técnicas de estimulação, facilitação e inibição neuromuscular – Facilitação neuromuscular proprioceptiva (P.N.F.), Bobath, Rood – fisioterapia respiratória, mecanoterapia, técnicas de relaxamento e reeducação psicomotora, actividades desportivas e recreativas);

- Técnicas de mobilização dos tecidos e das articulações (exemplo: diversas formas de massagem, técnicas de Cyriax, Maitland e Kaltenborn);

- Técnicas de imobilização e contenção selectiva (exemplo: ligaduras funcionais);

- Meios de compensação e substituição (exemplo: próteses e ortóteses);

- Electroterapia(exemplo: ultra-sons, ondas curtas, microondas, laser);

- Hidroterapia

- Educação e aconselhamento,com o intuito de ajudar os utentes e seus familiares:

- a desenvolverem melhores capacidades de actuação face às situações particulares decorrentes da incapacidade;

- a minimizar as consequências da incapacidade;

- a alcançar uma melhor integração;

- a adoptar estilos de vida saudáveis.


Areas de intervenção

A intervenção em Fisioterapia é dirigida a indivíduos, grupos (de utentes/clientes ou famílias), ou comunidades.

A Fisioterapia e os Fisioterapeutas constituem um recurso que deve estar disponível onde as necessidades existem (Associação Portuguesa de Fisioterapeutas, 1991) e nesse sentido não existem outros limites, em termos de áreas de intervenção.

De forma sucinta, destacamos alguns exemplos de patologias englobadas na área de abrangência da Fisioterapia:

Patologias músculo-esqueléticas

- Alterações posturais (exemplo: hipercifose dorsal, hiperlordose lombar, rectificação lombar, horizontalização do sacro …) e/ ou dores na coluna vertebral;

- Escolioses;

- Torcicolos;

- Disfunções da articulação têmporo-mandibular (A.T.M.);

- Lesões cápsulo-ligamentares (exemplo: lesão do ligamento lateral interno do joelho, entorse da tíbio-társica …);

- Rupturas musculares (exemplo: ruptura do músculo quadrícipete, dos músculos gémeos…);

- Tendinites (exemplo: tendinite rotuliana, tendinite aquiliana, epicondilite, epitrocleíte…);

- Recuperação de fracturas (fractura de Colles, fractura do colo do fémur…);

- Recuperação de cirurgias ortopédicas (cirurgia aos meniscos do joelho, prótese da anca, prótese do joelho…);

Patologias neurológicas

- Acidente vascular cerebral (A.V.C.);

- Paralisia cerebral;

- Doença de Parkinson;

- Paralisia facial;

- Poliomielite;

- Esclerose lateral amiotrófica;

- Síndrome de Guillan-Barré;

- Lesões do plexo braquial.

Patologias respiratórias

- Bronquiolites;

- Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (D.P.O.C.);

- Asma brônquica;

- Bronquiectasias;

- Fibrose quística.

Patologias cardiovasculares

- Prevenção de doenças cardiovasculares;

- Reabilitação pós-cirurgia cardíaca.

Definição

O Kinesio Taping é um método de ligaduras criado no início dos anos setenta pelas mãos de um Quiroprata e Osteopata japonês de nome Kenzo Kase. Para o Dr. Kase era uma premissa básica que os músculos e outros tecidos moles tais como as fáscias, ligamentos e tendões poderiam ser ajudados através de um apoio ou suporte externo, e para isso era somente necessária uma fita ou banda elástica que fosse capaz de auxiliar a função normal dos tecidos.

Contudo, as bandas, fitas, adesivos e ligaduras já existentes não se mostravam capazes de fornecer os resultados desejados, ou seja, dar um apoio externo aos tecidos sem limitar a acção dos mesmos. Deste modo surgiu no Japão um material elástico adesivo inovador, cujo resultando final deu as bandas Kinesio de hoje.


Propriedades e Características das Bandas Kinesio

As bandas Kinesio suportam de forma selectiva músculos e ou grupos musculares e para isso apresentam qualidades que as tornam únicas, isto porque, embora sejam dotadas de massa adesiva 100% acrílico hipo alérgica, sensível ao calor e não contendo quaisquer substâncias químicas ou medicinais impregnadas à semelhança de outros adesivos ou “tapes”, elas são também extensíveis longitudinalmente até cerca de 140% do seu comprimento original, tendo uma espessura e peso similares ao da pele, e contendo veios ou marcas na sua face adesiva que simulam as impressões digitais ou os veios existentes na pele humana. De salientar ainda que estas bandas, ao contrário de todas as outras existentes no mercado, apresentam ainda a característica de serem à prova de água.


Efeitos Fisiológicos das Bandas Kinesio

No que respeita aos efeitos fisiológicos das bandas, poderemos salientar quatro principais que estão de igual forma associados às funções das mesmas: efeito analgésico, de suporte muscular, de drenagem e de correcção articular.

Efeito Analgésico

O efeito analgésico das bandas Kinesio é o resultado da acção destas bandas sobre a pele, ao nível do plano cutâneo e sub-cutâneo que favorece a estimulação dos receptores nervosos aí existentes, nomeadamente os mecânicos, térmicos, químicos e álgicos, que deste modo permitem modelar os impulsos aferentes e regular os mecanismos dolorosos através de uma provável activação do sistema de inibição existente dentro da teoria do portão. Deste modo, o simples contacto das bandas sobre a pele, associado ao movimento de deslize da mesma e distribuição de forças na banda, permite o alívio da dor e a sensação de desconforto na pele e tecidos subjacentes.

Efeito de Expansão

O efeito de expansão refere-se à capacidade de suporte de um músculo ou grupo muscular, durante um movimento ou uma actividade motora, que as bandas de Kinesio proporcionam. Deste modo, é possível melhorar a contracção muscular de um músculo enfraquecido ou inibido, reduzir a fadiga muscular, diminuir as retracções extremas e excessivas dos músculos e diminuir igualmente a possibilidade de incidência de cãibras e lesões musculares.

Efeito de Drenagem

A drenagem está directamente relacionada com a interferência sobre a função linfática. A aplicação de bandas Kinesio vai facilitar o aumento de espaço disponível entre a fáscia superficial, tecido subcutâneo e músculos melhorando desta forma a circulação sanguínea e linfática. Este efeito de drenagem reduz o sobreaquecimento dos tecidos e a presença de substâncias químicas nos tecidos o que permite, por sua vez, diminuir os estados inflamatórios.

Efeito Articular

Quer com isto dizer-se que também através das bandas Kinesio é possível ajustar/corrigir desalinhamentos articulares, reposicionar estruturas em encurtamento, normalizar o eixo de movimento de uma articulação e aliviar as tensões mecânicas aí exercidas, tendo sempre como último objectivo melhorar a amplitude e qualidade de movimento.


Indicações e Contra-Indicações

As bandas de Kinesio Taping apresentam uma vasta área de aplicação em praticamente todos os grupos etários e em todos os problemas do foro músculo-esquelético como sejam as lesões musculares, lesões cápsulo-ligamentares e tendinosas, passando pelos problemas posturais. São ainda bastante eficazes em problemas circulatórios dos membros inferiores e problemas linfáticos, como os eventuais existentes nas pós-mastectomizadas. O método de Kinesio Taping é igualmente muito eficaz em hematomas e derrames, que com frequência surgem nos atletas durante determinadas práticas desportivas, sendo também uma mais valia para os atletas de modalidades e actividades em meio aquático, tais como natação, polo aquático, hidroginástica, visto permitirem ser utilizadas sem risco de perderam as suas propriedades.

As bandas de Kinesio Taping são pois uma ferramenta preciosa, passíveis de serem aplicadas por maiores períodos de tempo do que outras métodos de suporte e contenção, e sem riscos elevados de alergias ou irritações cutâneas, conseguindo mesmo ser a única possibilidade de aplicação em determinados meios, como o aquático. Não fossem estas razões mais que suficientes para a sua aplicação clínica, estas bandas têm ainda a capacidade de favorecer o processo de regeneração do organismo e das lesões pela activação dos sistemas circulatório, linfático e nervoso permitindo um regresso mais rápido às suas actividades.


Alguns Exemplos de Aplicações de Kinesio Taping

Kinesio

Aplicação de Kinesio Tape para lesão da coifa dos rotadores


Kinesio

Aplicação de Kinesio Tape em mastectomizadas


Kinesio

Aplicação de Kinesio Tape para lesão da "pata-de-ganso"


Kinesio

Aplicação de Kinesio Tape para síndrome do túnel cárpico


O que é?

O campo magnético terrestre tem assim uma importância extrema para a vida do Homem, tal como foi provado em diversas experiências realizadas por inúmeros investigadores. Alguns cientistas procuraram isolar ratos do campo magnético terrestre, colocando-os dentro de jaulas construídas com uma liga de metal que afasta os campos magnéticos. Estes ratos adoeceram rapidamente e, à terceira geração, morreram, vítimas de hiperplasias pulmonares, urinárias, entre outras. É também sobejamente conhecido por todos que os astronautas são vítimas de diversas “doenças do espaço”, nomeadamente osteoporose e problemas imunitários que parecem estar associadas à quase ausência de campos magnéticos.

Cada zona do corpo tem o seu campo magnético próprio, que contudo, pode ficar alterado aquando da existência de um processo patológico. Quando se aplica um íman numa zona do corpo doente, o campo magnético do íman reordenara a zona afectada. Este método de tratamento com ímanes é denominado de magnetoterapia.

Os ímanes utilizados para fins terapêuticos habitualmente são de dimensões muito reduzidas, tendo em norma 5 mm de diâmetro e 1 mm de espessura. Estes ímanes libertam um fluxo magnético contínuo entre os 800 e 3000 gauss nominais ou 0,08 telsa e 0,30 telsa em medida internacional. Dado o seu pequeno tamanho, podemos utilizá-los com facilidade, em qualquer zona do corpo, de modo bastante discreto e sem qualquer desconforto.

Magnoterapia

As características elementares dos ímanes são a presença de um campo magnético associado a dois pólos, cada um com efeitos biológicos distintos:

- O pólo norte, de carga negativa, tem um efeito relaxante;

- O pólo sul, de carga positiva, tem um efeito sedativo e anti-inflamatório.


Efeitos terapêuticos dos ímanes

Os principais efeitos terapêuticos dos ímanes são o efeito curativo, o efeito sedativo e o efeito anti-inflamatório.

O íman produz ondas electromagnéticas que penetram nos tecidos e que agem de modo diferente consoante a zona a tratar esteja carregada positiva ou negativamente ou possua uma carga nula. O efeito curativo dos ímanes advém da faculdade de devolver a carga eléctrica normal à zona com uma determinada patologia. Os ímanes provocam também uma diminuição da excitabilidade das fibras nervosas que transmitem a sensação de dor, proporcionado assim um efeito sedativo, para além de condicionarem fenómenos de vasoconstrição, permitindo reduzir os processos inflamatórios.


Breve História da Magnetoterapia

A utilização dos ímanes com fins curativos tem uma origem muito remota. Tales de Miletano, em célebre filósofo e matemático do século VI a.C., foi o primeiro ocidental a mencionar a existência desta pedra de propriedades profundamente misteriosas. Outros grandes nomes da antiguidade também se interessaram pelas propriedades do íman: Lucrécio referiu que os ímanes podiam repelir-se, Plínio referiu a possibilidade de se tratar doenças dos olhos com ímanes e Galeno recomendou o seu uso no tratamento da prisão de ventre.

No entanto, muito antes destas ilustres personagens da antiguidade greco-romana, já no Egipto, na Índia e na China se conhecia os ímanes. Aí encontravam-se estas pedras curativas sob a forma de colares, pulseiras, placas, amuletos, etc. Diz-se que Cleópatra colocava um íman sobre a testa para conservar a sua beleza e juventude. Textos Hindus e chineses, datando de 2000 anos antes da nossa era, já mencionavam as diversas propriedades físicas dos ímanes, e é nos textos chineses que encontramos as indicações terapêuticas mais antigas e mais pormenorizadas dos ímanes.

No Ocidente, algumas figuras ilustres utilizavam os ímanes com fins terapêuticos: Alexandre de Tales, no século VI, menciona excelentes resultados sobre a artrite reumatóide e Paracelso, no século XV, propõe a utilização dos ímanes em diversas condições, como por exemplo, na epilepsia e na icterícia.

Ao longo dos séculos, diversos estudos científicos foram realizados no sentido de se clarificar e creditar os efeitos terapêuticos dos ímanes. Actualmente as propriedades terapêuticas dos ímanes continuam a ser um alvo de investigação em diversas partes do mundo, particularmente nos Estados Unidos, Inglaterra, Japão, Índia, etc.


Aplicações clínicas da magnetoterapia

A magnetoterapia é utilizada com sucesso em diversas condições clínicas, das quais destacamos algumas:



Magnoterapia









Magnoterapia


- Epitrocleites;

- Epicondilites;

- Tendinites (supra-espinhoso, bicípete…);

- Entorses da tíbio-társica;

- Torcicolos;

- Pseudoartroses;

- Artroses;

- Periartite escapulo-umeral;

- Cefaleias;

- Vertigens;

- Dores de dentes;

- Paralisia facial;

- Dores pós-operatórias;

- Dores pós-fractura.


Contra-indicações à magnetoterapia:

- Utentes portadores de pace-maker;

- Utentes grávidas;

- Utentes com espasmofilia;

- Utentes com perturbações mentais.

O que é?

A Tui Na é uma massagem verdadeiramente relaxante! Praticada não só no Oriente como na Grécia Antiga, a Tui Na serviu para curar e aliviar inúmeros problemas, ao mesmo tempo que relaxava por completo o corpo. Atuando como uma vertente importante ao nível da saúde na China, a massagem Tui Na é muito mais do que uma comunicação instintiva entre o paciente e a pessoa que faz as massagens. Se inicialmente esta prática servia para auxiliar campos mais duvidosos da cura de problemas, ligada muitas vezes a falsos curandeiros, tempos depois a Tui Na foi explorada no âmbito da terapêutica atingindo, inclusive, estudos académicos.

Tui-Na

Esta prática a ser ensinada em 1956, é hoje uma das áreas de tratamento do Centro de Terapias Chinesas. Os benefícios desta arte são amplos e comprovados: não apresenta qualquer efeito secundário, é eficaz no combate e prevenção de doenças, e há ainda quem considere que esta massagem é um meio para conseguir viver por mais tempo. Aliás, nesta massagem as mãos são o canal transmissor de energia, e é através delas que se cura o plano emocional e físico. Relaxa o corpo e a mente, e alivia a tensão diária do ser humano. Pessoas com problemas de circulação, hipertensão, insónias, ou dores de cabeça, podem sair da massagem com uma enorme sensação de bem-estar e relaxe.

Problemas dos órgãos internos, excesso de peso, doenças nervosas, paralisias, entre tantos outros problemas, são mais alguns dos benefícios da Tui Na, sendo muito destas vantagens apenas alcançadas quando se verifica a combinação desta terapia com outros métodos de medicina. Os pacientes submetem-se a algumas sessões, variando o número destas consoante o problema da pessoa, tendo cada sessão cerca de 20 minutos. As mãos começam a descobrir cada recanto interno do corpo, e a partir daí encontram pequenos problemas que são os causadores pelas sensações negativas que o paciente tem vindo a sofrer.

As massagens Tui Na atuam no sistema nervoso, reprodutor, digestivo, circulatório, trazendo benefícios aos tecidos cutâneos, à circulação sanguínea, bem como a toda a estrutura óssea. Assim, toda a saúde emocional, mental, e física, do indivíduo acaba por sair privilegiada com esta massagem. Pelo fato deste género de massagens não atuar somente ao nível dos músculos, acaba por ser uma das vertentes mais exploradas e estudadas na China, à qual tantas pessoas recorrem. Na realidade, qualquer pessoa pode usufruir deste género de massagem, quer seja desportista, ou tenha que estar o dia inteiro sentada, com um computador à frente. Em qualquer um dos casos as dores nos músculos e relaxamento são facilmente eliminados com a Tui Na.

Tui-Na

Mais do que um conjunto de técnicas manuais, a Tui Na tem por objetivo equilibrar o fluxo de energia do nosso organismo: dar largas ao seu fluir, caso esteja em quantidade reduzida, ‘eliminá-la’, se estiver em excesso, ou tonificá-la, caso esteja enfraquecida. E, é só a partir do equilíbrio da energia que se consegue atingir a saúde plena, em todas as suas vertentes. Estudos recentes comprovaram que esta terapia tem também efeitos muito positivos na recuperação das funções de tendões, ossos e ligamentos, na circulação dos líquidos orgânicos e do sangue.

Possíveis sinais e indícios de um futuro problema, que o seu corpo demonstra, mas que o paciente ainda não vê, podem ser facilmente detectados e eliminados com a massagem Tui Na. Desta forma, esta prática funciona não apenas como um método para aliviar problemas, assim como uma fórmula de prevenção de doenças futuras. A Tui Na acalma e tranquiliza o corpo e a mente, ajudando eficazmente as pessoas que sofrem de depressão ou de alguma forma de ansiedade. Em suma, a grande vantagem da massagem da Tui Na é encontrar o embrião do problema e partir para a respectiva cura! A energia, o bem estar e felicidade invadirão o seu corpo após uma massagem de Tui Na.

O que é?

Como funciona?

Não deve ser confundida com a massagem básica dos pés ou com massagem de corpo de maneira geral – é uma técnica específica de pressão que actua em pontos reflexos precisos dos pés com base na premissa de que as áreas reflexas dos pés correspondem a todas as partes do corpo.

Como os pés representam um microcosmos do corpo, todos os órgãos, glândulas e outras partes do corpo estão dispostos num arranjo similar ao dos pés.

A reflexologia é uma arte suave, uma ciência e um método muito eficaz de tratamento. É uma técnica curativa holística – o termo holístico é derivado da palavra grega Holos que significa “inteiro” e, assim, procura tratar o indivíduo como uma entidade constituída de corpo, mente e espírito.

A pressão é aplicada nas áreas reflexas dos pés com os dedos das mãos e usando técnicas específicas. Este procedimento provoca mudanças fisiológicas no corpo na medida em que o próprio potencial de cura do organismo é estimulado.

Desta forma, os pés podem desempenhar um papel importantíssimo na conquista e manutenção de uma boa saúde.

Reflexologia

História da Homeopatia

A Homeopatia é uma medicina energética que usa remédios que não provocam alergias, não causam efeitos secundários nem criam habituação. Baseada no princípio dos Similares, o que significa que pode curar uma doença com um produto dado em doses ponderais, criando num indivíduo sadio, os sintomas semelhantes aos manifestados pelo doente. ("Princípios da Homeopatia")

Este princípio já era conhecido na antiguidade e consta mesmo dos Vedas, livros religiosos indianos, escritos há mais 4 mil anos antes de Cristo. Foi usado na Grécia antiga, mas foi o Dr. Samuel Hahnemann de Alemanha que sistematizou esta medicina e formulou leis e princípios que a regem.

Em estudos aturados feitos há anos na Alemanha chegou-se a conclusão de que a Homeopatia usada como terapia social evitava inúmeras "horas de doença" no campo laboral e que os trabalhadores gozavam de mais saúde e mais resistência às doenças, aumentados a sua produtividade.

Como os remédios homeopáticos não provocam alergias são usados com muita eficácia em várias doenças, em especial, nas de foro alérgico, como asma, etc, porquanto os medicamentos químicos de síntese criam, eles próprios, alergias no organismo humano, facto que a própria escola alopática reconhece. Um medicamento que ele próprio provoca alergias nunca poderá, como é óbvio, curar uma doença do foro alérgico.


Em Portugal

A Homeopatia vem sendo usada há muitos anos, havendo uma farmácia homeopática há mais de 100 anos. Já praticaram clínica em Homeopatia vários terapeutas distintos, médicos alopatas e não alopatas que se intitulavam naturistas ou naturopatas, por usarem a Naturopatia simultaneamente com a Homeopatia nos seus tratamentos, como ainda hoje fazem alguns homeopatas.

Após a formação, em 1982, da Associação da Associação Portuguesa de Naturopatia - APNA constituída por naturopatas. Os colegas que praticavam sobretudo Homeopatia resolveram formar uma associação de homeopatas, ao abrigo do Artº 7º do Dec.-Lei nº 215c/75 de 30 de Abril, tendo os seus estatutos sido publicados no Boletim do Trabalho e Emprego nº15, 3ª Série, de 15 Agosto de 1984, com 20 sócios fundadores. Á medida que a Homeopatia se ia implantando em Portugal e mais adeptos reconheciam que se deveriam associar à APH, o seu número foi aumentando e mais que quadruplicou, tendo neste anos sido atingido o número de 95. Há muitos mais homeopatas, ou pelo menos naturopatas a praticar clínica em Homeopatia que não estão inscritos na nossa Associação, por não terem reconhecido ainda que há todo o interesse em nos juntarmos numa Associação Patronal, outros que ainda não foram admitidos pela Direcção da Associação ter achado não terem curriculum ou nível de conhecimentos suficientes para fazerem parte do nosso grupo.

Posteriormente, a Homeopatia começou a ser aceite nas Finanças e os nossos profissionais puderam pagar as suas contribuições no IRS como Homeopatas. Na versão de 1994 do Livro "Classificação Nacional das Profissões" editado pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional do Ministério do emprego e da Segurança Social, fomos classificados no Grupo Base 3.2.4.1. como ESPECIALISTAS DE MEDICINA TRADICIONAL, ficando a nossa profissão inserida sob o nº 3.2.4.10 como HOMEOPATIA - NATUROLOGISTA. Actualmente, desde 2010, após a revisão da Classificação de Profissões, estamos no Grupo 2 - ESPECIALISTAS DAS ACTIVIDADES INTELECTUAIS E CIENTÍFICAS nos subgrupos 223 - 2230 - Especialista em medicina tradicional e alternativa.

Inicialmente, além dos estudos Homeopatia ministrados pelo Instituto Médico Naturista de Lisboa, esta Associação promoveu cursos, seminários, sessões de esclarecimento e de especialização, trazendo para o efeito, mestres de grande saber do Brasil e da Índia. A Homeopatia começou a ser ensinada, dentro da Naturologia, em escolas credenciadas pela nossa associação.

Finalmente, após estes mais de 20 anos de luta, a Assembleia da República votou unanimemente a Lei do Enquadramento Base das Terapêuticas não Convencionais, legalizando a Homeopatia bom como a Acupunctura, a Osteopatia, a Naturopatia, a Fitoterapia e a Quiropráxia. (Lei 2003/45)

Prestamos assistência

O envelhecimento da população portuguesa é uma realidade atual. Cada vez com maior frequência temos a responsabilidade de cuidar os nossos idosos familiares e dar-lhes o maior conforto possível. Dados os constrangimentos socioeconómicos atuais, é cada vez mais difícil ter acesso a cuidados de enfermagem gratuitos, todos os dias da semana.

Neste sentido, surge este serviço de apoio domiciliário de enfermagem que assegura serviços tais como:

- Tratamentos de todo o tipo de feridas

- Remoção de calosidades (calos)

- Suturas (pontos a traumatismos)

- Administração de injetáveis .

- Lavagens de ouvidos

- Tratamento de unhas encravadas

- Avaliação de Tensão Arterial

- Avaliação de Glicemia (Diabetes)

- Avaliação de Colesterol

- Apoio/Aconselhamento ao cuidador da pessoa dependente


Prestamos serviços na área do concelho da Póvoa de Varzim mediante marcação prévia.

scroll

As equipas e instituições com as quais trabalhamos.

scroll

Caso necessite de algum tipo de informação ou de realizar alguma marcação, não hesite, entre em contacto connosco! O contacto preferencial para marcações é por telémovel. Obrigado.

Preencha o formulario em baixo e entre em contacto conosco!

Obrigado pela sua mensagem! Entraremos em contacto logo que possível!